Sustentabilidade

Econômico

A Souza Cruz acredita em modelos sustentáveis de diversificação de culturas como forma de fortalecer a sustentabilidade econômica dos produtores rurais, com foco também nas questões
              .sociais e ambientais inerentes às atividades agrícolas, gerando um desenvolvimento constante da qualidade de vida no campo e o estimulo à sucessão rural familiar.
                                                                                                                               

Desenvolvido pela Souza Cruz em parceira com as Federações Estaduais de Trabalhadores da Agricultura dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina e com o Governo do estado de Santa Catarina o programa visa a capacitação gerencial do produtor integrado, tendo como base o desenvolvimento sustentável da propriedade através do:

Através de um equipe com 6 Orientadores Agrícolas monitora o movimento econômico das propriedades rurais participantes do programa. Desta forma proporciona uma visão gerencial das propriedades rurais das regiões produtoras de tabaco nos três estados do Sul do país. Ao todo são 240 propriedades em 12 polos. O programa completou em 2017, 10 anos de existência.

Programa criado de  forma pioneira pela  Souza  Cruz e Secretarias da Agricultura dos três Estados do  Sul em  1985. Tem como objetivo incentivar o plantio de  safrinha de  grãos após a colheita do  tabaco como forma de aumentar a renda e a qualidade de  vida na propriedade rural  familiar, além de incentivar a proteção do  solo e o aproveitamento da  adubação residual do  tabaco para o aumento da  renda nas  propriedades rurais.

Em  2014, passou a ser coordenado pelo  SindiTabaco em  parceria com Afubra,  Secretarias Estaduais da Agricultura e Federações da Agricultura e dos  Trabalhadores na Agricultura nos  três Estados do Sul do Brasil.