Notícias

Produtores devem estar atentos à janela de plantio

05.07.2021

Produtor integrado à BAT Brasil há 11 anos, Vanderlei Doerner está sempre atento às  tecnologias. Na sua propriedade, localizada em Três Barras, no município catarinense de Ituporanga, todas as culturas contam com o que há de mais moderno na produção. Para o cultivo dos 100 mil pés de tabaco Virgínia, Vanderlei tem à disposição o Canteiro, a Estufa LL Metálica Padrão e a Fertirrigação em seis hectares da lavoura.

Ele sabe que a tecnologia auxilia na produção e diminui a mão de obra, mas também é preciso estar ciente às etapas do cultivo. A janela de plantio, que é o período ideal para o plantio do tabaco, garantindo o melhor potencial produtivo e qualitativo da planta, precisa ser respeitada e inicia com a preparação do solo, encerrando no transplante das mudas para a lavoura. “O primeiro passo é a análise e correção do solo, seguida da escarificação da terra, confecção do Camalhão Alto de Base Larga e semeação da adubação verde”, destaca o orientador agrícola da BAT Brasil, Eduardo Sidooski.

Depois da lavoura pronta, a atenção se volta para os canteiros, onde acontece a produção de mudas, podas e tratamentos necessários para se obter o máximo potencial produtivo das plantas. “Aqui a semeação aconteceu nos primeiros dias de maio e devemos fazer o transplante depois do dia 20 de julho até meados de agosto”, revela Vanderlei. “Claro que cada região tem a sua época de plantio, mas nessa localidade o transplante acontece entre julho e agosto, com a colheita das primeiras folhas em outubro”, finaliza Eduardo.