Notícias

Eficiência na Separação do Tabaco

10.12.2020

Sabemos bem que o tabaco produzido no Sul do país é referência em qualidade e integridade. Foi isso que nos colocou na liderança mundial em exportações ao longo dos últimos anos. A indústria identifica qual a qualidade demandada pelo mercado e traduz para a cadeia produtiva que, com o trabalho dos milhares de produtores, consegue atender aos mais exigentes padrões internacionais.

Mas, o que seria um tabaco de qualidade?

A qualidade nasce no bom preparo do solo, na boa formação das mudas, na capação adequada, no ponto de colheita e na cura do tabaco. No entanto, todas essas etapas, mesmo que feitas de forma correta, podem ser prejudicadas se não houver uma boa separação do tabaco.

A correta separação garantirá um tabaco limpo, livre de qualquer material estranho, devidamente separado de acordo com a posição, cor e qualidade. Para isso, é necessário um ambiente com boa luminosidade e a utilização da mesa de separação vazada, como a da foto abaixo, que auxilia no trabalho e na redução da incidência de material estranho.

O tabaco entregue livre de material estranho e separado corretamente gera um melhor aproveitamento do potencial qualitativo da safra. Com isso, além da possibilidade de alavancar seus ganhos econômicos, e faz a sua parte na manutenção e sustentabilidade do seu negócio.

Para saber mais sobre a mesa de separação, consulte seu Orientador Agrícola.