Notícias

Amostra de solo para análise

28.02.2018

Solos de diferentes locais numa mesma região apresentam variações em relação às condições necessárias para o crescimento das plantas. Por isso, somente a análise do solo realizada periodicamente pode indicar a necessidade de corretivos e fertilizantes.

Evitar a coleta:

Áreas não representativas - próximas a formigueiros ou cupinzeiros - estradas - cercas - currais - casas - manchas de solo - depósito de adubos e calcários - solos encharcados.

Época de amostragem:

Antecedência de 45 dias da data prevista para o início das atividades de manejo de solo (camalhão alto de base larga). Caso a amostragem ocorra no final do cultivo do tabaco, antes da eliminação das soqueiras, as amostras devem ser coletadas nas encostas dos camalhões

Frequência:

A cada 2 ou 3 anos. A análise deve ser mais frequente em solos muito ácidos, arenosos ou quando observado compor­tamento diferencial no desen­volvimento da lavoura.

Camada de solo:

Para a cultura do tabaco, a profundidade de coleta da amostra deve ser de 20 cm.

Informações de análise:

Fertilidade do solo de rotina

Matéria orgânica

Granulometria

Índice SMP

 

Em caso de dúvidas, consulte seu Orientador Agrícola.